domingo, 10 de outubro de 2010




 O Dia em que conheci você
 

2° Parte

22/07/2010 Escrito por Joel Haynes.

Durante o tempo em que ele esteve desacordado os médicos do hospital me indagavam de onde eu o conhecia, quem ele era e o que havia acontecido com ele? Por que a ferida que ele obtivera era grave demais para ter sido um acidente corriqueiro, e eu não tinha resposta nenhuma sobre as indagações, eu só ficava tão incomodado quanto eles em saber que alguém passou por uma situação tão terrível e até então não tem um nome, uma história.
Apesar de ele com certeza ser alguém de algum lugar, não havia nenhum indicio de que alguém houvesse dado falta do mesmo ou que houvesse sumido de algum lugar. E, além disso, para onde ele irá depois que sair do hospital?
Não sei por que mas isto tudo estava me dando um sensação de caos dentro de mim, como se nada estivesse no lugar.

17/09/2010

E eu sabia o que tinha que fazer com toda certeza, não queria deixá-lo desamparado e sozinho após um incidente como este...E olhando, eu podia perceber algo de muito sensível nele, me parecia alguém que havia passado por muitos sofrimentos até ali, por mais que eu acreditasse que todos temos que superar nossos sofrimentos eu não queria deixá-lo sozinho, por quê????
Eu realmente espero poder ajudá-lo ainda de alguma forma talvez essa sensação de preocupação passe.